Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Retomada-ao-trabalho_SITE
TopOfMind-data-cadastro_SITE
Top-Of-Mind_SITE
Palestrante_SITE
Palestra-Recalculando-a-Rota_SITE
Palestra-Motivação-Engajamento-da-equipe-em-tempos-dificeis
Escritora_SITE
Redes-e-Blog_SITE
Viagem-Sabatica_SITE
previous arrow
next arrow

Mais importante que respostas, são as perguntas que nos permitimos fazer!

Eu estava aqui pensando como é engraçado o primeiro entendimento das pessoas quando se fala em provocação. Com a colocação desse termo, muita gente já pensa que a intenção é arrumar encrenca, instigar confusão… Mas aqui estamos em um espaço da paz e o meu propósito é compartilhar com os leitores fatos, circunstâncias e observações que me tiram da zona de conforto eampliam meus horizontes. Ok! Vou explicar melhor porque faço essa observação. No último post publicado neste blog eu falei sobre o poder das perguntas e quero esticar um pouco mais este assunto. Trocar considerações é um exercício enriquecedor e é isso que desejo fazer neste espaço!

No último artigo eu procurei fazer algumas provocações e ante a pergunta “Se hoje fosse o último dia da sua vida, na hora da morte a mão de quem gostaria de estar segurando?” eu recebi uma observação inspiradora do internauta João. Sua resposta foi que gostaria de estar segurando a mão de um grande parceiro da vida! Interessante isso, mas será que essa questão se encerra aqui? Será que essa resposta não pode gerar outras perguntas, preparando o caminho para uma autoinvestigação mais profunda? No caso do poderoso João, quem seria esse parceiro? Por que essa pessoa teria esse mérito (se assim posso dizer)? A sua decisão deixaria essa pessoa feliz? Ok, ok, talvez você diga que estas perguntas não têm fundamento e, talvez, você até tenha razão, mas a questão mais importante de tudo isso é observar que a interrogação não nos deixa no lugar comum. Pensar sem questionar é o mesmo que rodar, rodar sem sair do lugar. Sem perguntas tem gente que pensa em muita coisa, mas não chega a conclusão nenhuma ou, ainda, pensa tanto que se perde na execução das suas ideias.

Aí é que vale a pena nos deter um pouco. Com a minha experiência de vida, correndo diversos lugares do mundo e em contato com pessoas de culturas tão diferentes, observei que há uma condição ímpar para aguçar o ser humano: mais importante que as respostas que conseguimos elaborar, são as perguntas que nos permitimos fazer. Se observar verá que não temos que acertar tudo sempre, mas refletir é imprescindível e só temos uma oportunidade real de reflexão quando nos detemos diante das perguntas. Você já se deu conta que cada pergunta dirigida a você ou mesmo que passa por sua mente durante o dia é uma oportunidade de crescimento, de enxergar novos caminhos, de alargar os horizontes, de mergulhar um pouco mais em autoconhecimento? E, ainda, que uma pergunta feita, mesmo que não seja respondida conscientemente, conduz o inconsciente a submergir em seus registros e trazer à tona informações que você nem imaginava sobre você mesmo?

Tenho inúmeros motivos que reforçam o meu conceito de que as respostas são importantes sim, claro que são, mas as perguntas têm poder incalculável para nos tirar da zona de conforto e nos fazer avançar em outros níveis. Não importa se determinada pergunta tem mais relevância para você do que para outra pessoa… Essa definitivamente não é a questão. O que realmente importa é até onde você permite que determinada pergunta tenha expressão na sua vida e, ainda, qual o resultado que você tem alcançado a partir de cada uma delas. O João, que me inspirou a escrever este artigo, pergunta se existe algo errado em manter diariamente em sua mente a pergunta “O que estou fazendo da minha vida?” Poderoso João, não há nada de errado com esta pergunta! Devemos nos questionar constantemente, independentemente do teor dessas perguntas. Certamente elas têm um motivo de existirem e, a partir de cada conclusão, tome uma atitude!

Por si só o hábito do questionamento é extremamente enriquecedor. Refletir sem questionar emperra decisões. Se a cada questionamento você observar que surgem novas interrogações, muito provavelmente quando chegar o momento da decisão você terá elementos suficientes para fazer a escolha mais acertada. Então vale a pena investir nesse tempo de amadurecimento por meio de perguntas. Vale a pena questionar mais, aprofundar mais, buscar novas perguntas para obter novos resultados – mais importante que as respostas são, definitivamente, as perguntas que você se permite fazer! Ao se assumir um investigador de si próprio verá que as possibilidades para tudo na sua vida se ampliam e tomam proporções muito mais positivas! Está a fim de iniciar esse exercício? Sim? Não? Por quê? Quando? Deixe aqui seu comentário.

Aproveite e encaminhe esse post para aquelas pessoas que achar interessante. Vamos fazer uma rede de reflexões.

Superbeijo e até o próximo post!

0 comentário em “Mais importante que respostas, são as perguntas que nos permitimos fazer!”

  1. Eh Leila, com certeza as perguntas muitas vezes são bem mais esclarecedoras que as próprias respostas…elas se esgotam nos próprios questionamentos a que se referem e se pensarmos bem esse exercício é muito mais instigante e nos revela muito de nós do que as respostas!!! Tem sido assim comigo…tem sido assim com minha prática profissional.
    Parabéns pelo artigo!!
    Abraço, Patrícia

  2. sim acho que achei o fio da meada procurava pra minha vida tão tumultuada aos 49 anos chutada pelo marido depois de 24 anos um bjo vou acompanha la

  3. As vezes me pergunto se estou me perguntando demais…….
    E respondo.
    Que não.
    Quanto mais me pergunto, sinto que me conheço mais..e assim, com essa atitude venho fazendo escolhas melhores…escolhas no sentido geral. Sair com alguns amigos, por exemplo, esses são bem escolhidos…já que na minha memória estão os fatos que já vivi e me perguntei se aquilo era legal…que bom que me perguntei pois agora já sei se é ou não legal estar ali….é isso. Muito mais amplo se usado para tudo na vida, como tento fazer.

  4. Cada vez mais aprecio seus excelentes livros cara LEILA NAVARRO, de mente brilhante, cativante e sempre cordial com todos. Parabéns, sucesso cada vez mais para você!

  5. me instigou a sua pergunta ou afirmaçãoquando c disse que as vezes, pensamos tanto que nos perdemos nos pensamentos, isso aocntece comigo com frequencia,qual seria a saida pr aisso, de que forma pensr? existe essa possibilidade?
    walter….e parabéns sou seu fã ……

    1. Você já deu um passo importante. Reconheceu um aspecto que precisa ser trabalhado. Agora o exercício diário e ficar atento aos próprios pensamentos. Pode parecer algo até fácil em um primeiro momento, mas verá que precisamos apurar cada dia mais isso… Chamo isso de Atenção Plena… Quanto mais a gente dá atenção aos nossos pensamentos e atitudes, melhor flui a nossa vida. Experimente! Verá que ainda tem muita coisa para conhecer de si mesmo.. E isso é maravilhoso. Beijos,Leila.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Outras postagens

Autoconhecimento

Vamos celebrar o início de uma Retomada?

O que nós podemos esperar nesta Retomada? Podemos acreditar que o amanhã será realmente diferente e melhor? Estamos no último trimestre do ano e como

Lançamento

Fui para o Futuro e Voltei

E se você pudesse dar um salto até o futuro e viver experiências incríveis e transformadoras? Como você imagina o futuro? Será que todos os

Carreira e Sucesso

Atendimento Humanizado

Quanto você acha que o atendimento influencia no sucesso do seu negócio? O que você prioriza em um atendimento? O que você prefere: ser atendido

Entre em Contato

Entre em contato com minha equipe. Será um prazer atendê-lo. Você também pode utilizar o formulário abaixo ou conversar via Chat Online.

NOSSOS CLIENTES

Com um visual exuberante e felicidade estampada no rosto, a palestrante motivacional Leila Navarro está longe de realizar apresentações convencionais. Seu estilo de apresentação é definitivamente “fora da caixa”. Em uma época em que poucos ainda acreditavam na competência profissional feminina e a inserção das mulheres no meio empresarial era ainda muito tímida, ela passou a defender argumentos importantes e pouco aplicados no mundo dos negócios.

Com o tempo, seus conceitos foram comprovados como diretrizes para uma carreira bem-sucedida e hoje suas palestras são consideradas importantes experiências de autocoaching em grupo que incentivam à ascensão de carreiras e empresas.

Central de Atendimento

Acesso Rápido

Newsletter

Cadastre seu melhor e-mail para receber nossas novidades em primeira mão.

Deixe sua mensagem, Retornaremos muito em breve!

Leila Navarro © Todos os direitos reservados
Conheça também nossa Política de Privacidade e Cookies do site

Desenvolmento: Lecare Digital Marketing | Design: Suhet

Inicie uma conversa pelo WhatsApp