Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
previous arrow
next arrow
Slider

Você tem medo de ser cancelado?

cancelamento

Já ouviu falar sobre a cultura do cancelamento? Você já sofreu cancelamento? Vamos juntos navegar um pouco sobre esse termo muito utilizado atualmente?

O termo “cultura do cancelamento” foi definido pelo principal dicionário inglês australiano MacQuarie como termo do ano de 2019. Cancelar significa banir uma pessoa de uma conversação ou círculo. Ou seja, ela deixa de existir para a outra pessoa. Portanto, não há comunicação com eles ou sobre eles.

E essa cultura do cancelamento afeta o meio corporativo Leila? Sim! Um caso interessante de ser comentado foi o do norte-americano Emmanuel Cafferty, que teve sua vida pessoal e profissional afetada por conta de um sinal que supostamente havia feito enquanto dirigia, tendo sido cancelado por internautas que “atuam” como acusadores, júri e juízes. Por conta disto, Emmanuel perdeu seu emprego e teve sua vida virada de cabeça pra baixo.

O “cancelamento” no escritório pode variar de um grupo que exclui propositadamente um colega de trabalho de um projeto. Pessoas perdem seus empregos por um julgamento (muitas vezes deturpado) do outro. Por mais que um erro tenha sido cometido, nada justifica sermos julgados eternamente pelo mesmo. Como se não existisse a alternativa em que eu possa errar, mudar e aprender com meu erro. O meu erro de ontem já não condiz mais com quem sou hoje!

Entretanto, com esses julgamentos exacerbados acabamos tendo cada vez mais medo de falar por medo de errar. Medo de não suprir a expectativa do outro, sendo que ela nada mais é do que uma opinião dele para você.

Não nascemos com opiniões, nós as aprendemos. 

Portanto, seja lá qual for nossa opinião, sempre encontraremos centenas ou milhares de pessoas que discordem, seja ela qual for. Sendo assim, se nos deixarmos abater de maneira muito decisiva por esse enfrentamento, é possível que a gente se cale definitivamente sobre qualquer assunto. E assim nos anulamos como porta voz das nossas próprias opiniões.

A cultura do cancelamento traz para o debate a falta de debate. Quando alguém do seu meio corporativa erra, a atitude  mais coerente seria o diálogo. Não adianta apontar o dedo e julgar a pessoa pelo seu erro. Afinal, você também não erra? Temos que parar de julgar o próximo e sermos mais empáticos uns com os outros. Não adianta querer ser reativo, quando o que precisamos é abraçar as diferenças. Não segregue, agregue!

Lembre-se de que não é preciso envergonhar-se de seus erros. Reconheça-os para você mesmo e já terá dado o primeiro passo para vencê-los. Pense nisso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Outras postagens

Contato

Entre em contato com minha equipe. Será um prazer atendê-lo. Você também pode utilizar o formulário abaixo ou conversar via Chat Online.

NOSSOS CLIENTES

Sobre a Leila Navarro

Com um visual exuberante e felicidade estampada no rosto, a palestrante motivacional Leila Navarro está longe de realizar apresentações convencionais. Seu estilo de apresentação é definitivamente “fora da caixa”. Em uma época em que poucos ainda acreditavam na competência profissional feminina e a inserção das mulheres no meio empresarial era ainda muito tímida, ela passou a defender argumentos importantes e pouco aplicados no mundo dos negócios. Com o tempo, seus conceitos foram comprovados como diretrizes para uma carreira bem-sucedida e hoje suas palestras são consideradas importantes experiências de autocoaching em grupo que incentivam à ascensão de carreiras e empresas.

Newsletter

Redes Sociais

© 2021 Todos os Direitos Reservados – Leila Navarro

E-mail: [email protected] | Tel.: (11) 4790 2029 | Atendimento Online

Inicie uma conversa pelo WhatsApp